Gratidão

Postado por: Benne Den | Em: julho 31, 2016 | 0 Comentário

Texto Base: Lucas 17:11-19 -

Introdução

 

Dez homens leprosos. Dez homens milagrosamente curados. Apenas um homem agradecido.

Os dez leprosos partiram ainda doentes, mas eles creram de alguma forma na Palavra de Jesus e, ainda no caminho, foram curados milagrosamente. Nove homens curados continuaram em direção à Jerusalém, mas apenas um ex-leproso julgou importante voltar e demonstrar a sua imensa gratidão ao seu redentor.

 

Nove, dentre os dez leprosos curados, reassumiram a sua religiosidade e deram maior preferência o cumprimento da lei, do que a gratidão a Jesus.

A lei de Moisés previa que um leproso ao ser curado, deveria se apresentar ao sacerdote.

“Esta será a lei do leproso no dia da sua purificação: será levado ao sacerdote”. Levítico 14:2; Hb 7:26

 

A gratidão foi o sentimento que moveu aquele samaritano a voltar e adorar a Jesus pelo benefício recebido. O samaritano também sabia que tinha que cumprir a Lei de Moisés, mas entendeu que antes necessitava honrar aquele que tinha demonstrado tão grande compaixão por sua vida. Com o coração cheio de gratidão, voltou glorificando a Deus e se prostrou com o rosto em terra; e adorou Jesus; foi perdoado e salvo! Que milagre, completo!

 

1- Gratidão x Ingratidão

O ser humano nunca está satisfeito com o que tem. Exemplificando: se tem uma casa, quer uma maior; no dia em que tiver uma mansão em sua cidade, desejará uma na praia ou em outra cidade ou país. Se por um lado essa “insatisfação” impulsiona o indivíduo para frente, também causa angústia, inveja, ganância, egoísmo e infelicidade.

Estamos sempre inconformados, enfatizando aquilo que falta. O ser humano tem a tendência de focalizar apenas as coisas negativas. Assim, tornamo-nos pessoas que só reclamam, murmuram e lamentam. Aliás, a murmuração foi um dos pecados cometidos pelo povo de Israel no deserto que mais ofenderam a Deus. O Senhor enviava o maná todos os dias, mas o povo não agradecia. Pelo contrário, reclamava de tudo, até das bênçãos que Deus dava.

 

1 Co 10: 10 – E não murmureis, como alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor.

 

2- Gratidão ao SENHOR.

Na narrativa de Lucas 17, aprendemos que dez leprosos foram curados, mas somente um foi salvo, o samaritano. E isso aconteceu devido a sua gratidão a Deus.

 

A Bíblia ensina-nos a sermos gratos a Deus, por tudo e sempre.

 

Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Efésios 5. 20

 

“Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”. 1 Tessalonicenses 5:18

 

Confiar plenamente, totalmente no SENHOR. Reconhecer que “Todas as coisas”, de acordo com o desígnio divino, visam “cooperar juntamente” para nosso bem-estar espiritual. Algumas vezes a fé transcende à razão, para que se possa confiar nessa declaração bíblica, sobretudo quando a tragédia nos atinge.

 

3- Gratidão no Louvor

Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. – Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. Salmo 103:1-1

No grego temos a palavra “eucharistos”, “grato”, “cheio de gratidão”. Essa gratidão se dirige a Deus, no reconhecimento daquilo que Ele tem feito por nós, por intermédio de Cristo, sendo produzidas em nós a unificação e a confiança nEle, o que nos deu a razão de nossa existência e a esperança sobre a eternidade.

Este salmo expressa ação de graças e louvor ao Senhor pelos privilégios e bênçãos que Ele outorga ao seu povo. Nunca devemos nos esquecer da bondade de Deus para conosco (Dt. 8.12-14; II Cr. 32.25), nem deixar de lhe ser gratos por suas bênçãos derramadas sobre os seus mediante o Espírito Santo ( At. 2.38, 39; 9.17,18; Jo.14.16).

 

Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração. Colossenses 3. 16

4- Gratidão na Oração

Dediquem-se à oração, estejam alerta e sejam agradecidos. Colossenses 4:2 (nvi)

“Toda oração deveria ser misturada com gratidão, pois sem esse perfume, o incenso da devoção não tem um dos elementos fragrantes… a oração mais completa eleva-se confiante desde um coração grato, que tece a memória em esperança e que solicita muito, porquanto muito tem recebido…

 

5- Gratidão Pela Vida em Cristo

Portanto, assim como vocês receberam Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nEle, – enraizados e edificados nEle, firmados na fé, como foram ensinados, transbordando de gratidão. Colossenses 2: 6-7 (nvi)

O coração agradecido tem menos tendência de desviar-se; e os crentes felizes e gratos a Cristo não se deixam atrair por doutrinas estranhas. O agradecimento é salientado como a própria “atmosfera” em que os crentes devem viver e desenvolver-se espiritualmente.

 

6- Os Três Níveis de Gratidão

 

A questão sobre a gratidão da Suma Teológica de Tomás de Aquino, frade italiano da Ordem dos Pregadores (dominicano), cujas obras tiveram enorme influência na teologia e na filosofia.

Tomás de Aquino na “Suma Teológica” ensina que a gratidão é uma realidade humana complexa e que ela se compõe de três níveis: o superficial, o intermediário e o profundo.

1. O nível superficial é o nível do reconhecimento, do reconhecimento intelectual, do nível cerebral, do nível cognitivo do reconhecimento do benefício recebido.

2. O segundo nível é o nível do agradecimento, de dar graças a alguém por aquilo que esse alguém fez por nós. Louvar e dar graças pelo benefício recebido;

3. E o terceiro é o nível do vínculo e do comprometimento, do sentirmos vinculados e comprometidos, de retribuirmos de acordo com as nossas possibilidades o benefício recebido.

 

Alguns idiomas expressam a gratidão no primeiro nível:

Primeiro Nível - As línguas anglo-saxônicas e germânicas estão no primeiro nível da gratidão, o nível do RECONHECIMENTO. Quando digo Thank you no Inglês, muito semelhante a “think”, significa que vou pensar no que fez, vou lembrar do favor recebido.

1) Thank you (think) = valeu, vou lembrar do favor.

2) Zu danken (zu denken) = valeu, vou lembrar do favor.

 

Outros idiomas expressão a gratidão no segundo nível:

Segundo Nível - Na maior parte das outras línguas europeias, quando se agradece, agradece-se no nível intermediário da gratidão. Quando se diz “merci” em francês, quer dizer dar uma mercê, dar uma graça. Eu dou-lhe uma mercê, estou-lhe grato, dou-lhe um louvor por aquilo que me trouxe, por aquilo que me deu.

Nas línguas neolatinas, como o Espanhol ou o Italiano, temos “gracias’ e “grazie”; ou seja, vou lembrar do que fez e vou louvá-lo; o mesmo se dá no árabe com “Salam”; quer dizer, não vou ser um mal agradecido;

Terceiro Nível – A formulação portuguesa “obrigado”, tão encantadora e singular, é a única a situar-se, claramente, naquele mais profundo nível de gratidão de que fala Tomás de Aquino: o do vínculo (ob-ligatus), da obrigação, do dever de retribuir.

No nível mais profundo da gratidão você vai lembrar do favor, vai louvar seu beneficiário e, ainda, fica OBRIGADO a retribuir o favor recebido. E obrigado quer dizer ficar vinculado perante aquele que lhe trouxe um benefício. O vínculo do “ob-ligatus”, o de “dever de retribuir”.

 

Davi, o salmista, já conhecia esse nível da gratidão quando disse:

“Como poderei retribuir ao Senhor por tudo o que Ele me tem dado?” ( Sl 116:12). Nessas situações de dívida impagável o homem agradecido sente-se embaraçado e faz tudo o que está a seu alcance, tendendo a transbordar-se num excesso que se sabe sempre será insuficiente.

 

 

Conclusão:

Reconheça os grandes benefícios de Deus. Louve a Deus pelo o que Ele é e pelos seus poderosos feitos. Seja profundamente grato a Deus disponibilizando o seu viver para a glória Dele.

Seja também grato a todos que lhe trouxeram benefícios: pais, professores, amigos, pastores, patrões, empregados, autoridades, etc.

Concluo esta breve mensagem agradecendo a Deus a oportunidade de pregar o Evangelho; agradeço também a atenção dispensada e a boa vontade de todos. Fico obrigado a poder contribuir, na medida das minhas possibilidades, para os seus estudos, reflexões, projetos e ministérios.

 

 

 

Sobre o Autor

Pastor-Sênior da Comunidade de Nova Vida em Itapajé-Ceará. Maiores informações: http://www.benneden.com/benneden.htm http://www.novavida.net/pastores

Comentários

O artigo ainda não foi comentado

Adicionar um Comentário